Sanjoanense goleou no regresso ao Conde Dias Garcia

Estádio Conde Dias Garcia

2ª Jornada Campeonato Portugal série D

Sanjoanense 5 x Vila Cortez 0

Árbitro: José Bessa – AF Porto

Sanjoanense: Diogo Almeida, Gil Barros (Jota 45),Ruben (c), Godinho, Zé Leite, Barbosa, George (Ricardo 15), Paulinho (Eecion 75), Dinis, Márcio (Jean 61), Elder Santana.

Treinador – Sérgio Machado

Vila Cortez: Nuno Morais, Rafael, António Conceição (Miguel 86), André Jesus, André Barra, David, Hugo Vaz (Suiço 65), João Oliveira, Mauro Neves, Gaspar (Rui Santos 65) e João Teles.

Golos: Barbosa (1), Dinis (50), Elder Santana (88 e 89) e Eecion (93).

Amarelos: Mauro Neves, João Oliveira e Elder.

Treinador – Rui Nascimento

Uma mão cheia de bons motivos para sorrir

Depois de mais de 7 meses de afastamento, a Sanjoanense regressou ao Conde Dias Garcia para competir, em jogo da 2.ª jornada do Campeonato de Portugal, Série D.

E não haveria melhor regresso possível. A Sanjoanense entrou no jogo a marcar e assim o terminou também, garantindo uma vitória expressiva, pautada por uma exibição muito positiva.

Logo no minuto inicial, Barbosa abriu o ativo, dando a melhor sequência a um livre lateral. Estava dado o mote para uma tarde bem conseguida e de sentido (quase) único.

André Jesus, pouco, depois, até teve o empate nos pés, mas encontrou pela frente uma excelente oposição de Diogo, que segurou a vantagem alvinegra.

Até ao intervalo, nota para dois momentos de perigo, primeiro por Paulinho e depois por Élder Santana, que podiam ter aumentado a vantagem, algo que aconteceu logo no reatar, quando Dinis, com tempo para tudo, aproveitou da melhor forma um cruzamento de Zé Leite, confirmando o 2-0.

A partir daí, só deu Sanjoanense. Paulinho, pouco depois, rematou forte e colocado para defesa apertada de Nuno Morais, antes de Élder Santana, em boa posição, voltar a bisar a baliza contrária, com um pontapé de bicicleta muito bem conseguido que obrigou o guardião contrário a nova intervenção de registo.

Os comandados de Sérgio Machado dominavam, mostravam qualidade e Élder Santana trabalhava bastante na procura do golo, que surgiu perto do fim, com um cabeceamento certeiro, a cruzamento de Dinis.

Motivado, o avançado brasileiro voltou a fazer das suas no minuto seguinte, aproveitando da melhor forma um mau atraso de um defesa contrário, deixando para trás Nuno Morais e estabelecendo o 4-0.

O momento mais intenso do jogo teve continuidade e, já nos descontos, Eccion, que entrara pouco antes, fechou a contagem, dando a melhor sequência a uma bela assistência de Dinis – um dos destaques do jogo -, para fixar o resultado final.

A Sanjoanense voltou ao Conde Dias Garcia com uma mão cheia de bons motivos para sorrir, na semana que antecede a receção ao Canelas, no jogo que marca a estreia na edição 2020/2021 da Taça de Portugal.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense1045117
São João de Ver1027113
Montalegre101366
SC Braga B102359
Vitória SC B101184
Canelas 20101043315
Felgueiras FC1054119
Anadia FC1042414
Fafe1033412
Varzim SC1053218
Lank Vilaverdense1055020
Paredes1025311