‘Derby’ merecia resultado diferente

Sanjoanense dominou durante os primeiros 45 minutos mas não conseguiu concretizar a superioridade. Lourosa cresceu na segunda metade e segurou ponto precioso na luta pela manutenção. Sanjoanense e Lourosa voltaram a encontrar-se, em jogo da 7ª jornada da Fase de Manutenção da Série D do Campeonato de Portugal Prio (CPP), naquele que foi o terceiro ‘derby’ da presente temporada.

Num encontro historicamente complicado, os pupilos de Flávio das Neves procuravam o primeiro triunfo sobre os rivais e, com 45 minutos de clara superioridade, podiam por diversas vezes ter chegado à vantagem.

Depois de um período inicial de adaptação ao relvado, muito fustigado pela chuva que se fazia sentir, os alvinegros mantiveram a identidade e, assumindo os riscos do jogo, estiveram perto de inaugurar o marcador por intermédio de Chapinha que, servido por Pardal, atirou à trave da baliza contrária.

Numa altura em que mandava no jogo, a Sanjoanense ocupava de forma constante o seu meio-campo ofensivo e, pouco antes do descanso, voltou a dispor de uma oportunidade de ouro para chegar à vantagem mas Julio, após combinação entre André Pereira e Edwar, não conseguiu enquadrar o remate, falhando por pouco o alvo.

Com dificuldades para travar o pendor ofensivo alvinegro, o Lourosa não mostrava capacidade para criar perigo e só de meia distância conseguiu assustar, já bem perto do descanso, num remate de Moisés parado por defesa atenta de Diogo, que segurava o nulo verificado ao intervalo.

E se a primeira metade evidenciava uma clara superioridade alvinegra, a etapa complementar trouxe um Lourosa mais irreverente e com vontade de garantir um resultado positivo para a luta pela manutenção. Alex foi o primeiro a ameaçar, servido por Moisés, sempre muito intervertido e que funcionava como motor do meio-campo visitante, mas, na tentativa de aproveitar a saída de Diogo, acabou por rematar ligeiramente ao lado.

Na sua melhor fase, os forasteiros dispunham de um maior número de ocasiões no último terço e, a jogar no erro do adversário, voltaram a estar perto da vantagem quando Nelson, na sequência de uma má reposição alvinegra, obrigou Diogo a excelente intervenção.

Sem conseguir concretizar, a Sanjoanense tudo fazia para chegar à vantagem e, já depois de Flávio das Neves apostar tudo, com a entrada de Kader Bidimbou, Ruben Alves caiu na área, num lance aparentemente passível de grande penalidade que ???, no entanto, não assinalou.

Em dia não em termos de concretização, Sanjoanense e Lourosa não conseguiram alterar o marcador num ‘derby’ que, apesar de sempre apetecível, merecia ver desfeito o nulo inicial.

Na próxima semana, a formação de São João da Madeira desloca-se à Gafanha, no encontro que marca o início da segunda volta desta Fase de Manutenção.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Pardal, Barbosa (Bidimbou, 75’), Fabeta, Ricardo Tavares, Danilo, Julio, Ruben Alves, Chapinha (Catarino, 69’), Edwar, André Pereira.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense51046
Marinhense63039
Beira-Mar54019
Casino Ginásio550010
Académico Porto53027
Clube 5 Basket650111
Guifões53028
Juvemaia60066
Olivais51046

Fotografia: Daniel Oliveira/ADS (Arquivo)